segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Estréia da série "Pessoas que me envergonham" - Mallu Magalhães e Marcelo Camelo


Eu não comento o ridículo de um homem adulto e supostamente maduro de 30 anos estar pegando, a sério, uma menina de 16 anos, que mal tem maturidade para pegar em seu violão, o que dirá pegar o Ca-mala. Vou comentar duas outras coisas. Em primeiro lugar, o quanto esse casal é feio. Marcelinho está aí em cima, o nariz de fazer inveja a Luciano Huck, a barba desleixada honrando a licença poética tomada aos mendigos, a roupinha estilo "nasci pobre" comprada a peso de ouro no Fashion Mall; Mallu, por sua vez, é aquilo que tão bem definiram para mim: o estilo de menininha Zona Sul feia, meio-homem, meio-mulher, nerd, que se veste cheia de estilinho ( Não esqueçam as camisas cheias de grafismos e roubos de direitos autorais de nossa época) para esconder sua insegurança e mal-estar com a própria aparência não-condizente com o status de patricinha. Eu sei, eu estava lá também, no meu caso em plena década de noventa, me auto-flagelando por estar fora do padrãozinho, com duas diferenças cruciais com relação à menina Mallu-ca: eu era da Zona Norte e era bonita (sem consciência deste último fato, claro) . A segunda coisa a se comentar é este desenhozinho acima, publicado recentemente no blog de Mallu, ela e Camelo suspirando de paixão. Observem com atenção: o que é esse grafismo verde, sincronizado, de inspiração setentista ( ou pablista, se lembrarmos do Pablo cantor do programa "Qual é a música?") no olho de ambos? Uma anêmona? Um peixe-piloto? Um resto de Sprite ou H20, saído de uma lata ou garrafa vinda da platéia durante show da nova dupla? Cartas para a redação.

P.S. Sim, eles estão trocando acordes juntos. Gostava mais do tempo em que os casais só trocavam fluidos juntos.

Um comentário:

:: Fräulein :: disse...

Vc detonou a pobrezinha! hahaha